sexta-feira, 24 de outubro de 2014

devaneios



"Onde habito permanentemente
É num quadro. Quando a luz
Das manhãs se difunde nas cores
Que invadem a tela e o teu corpo
Róseo respira ainda o sabor
Dos frutos de outono, o vinho
Decomposto na seiva líquida
Dos arrozais onde debicam as aves."

Francisco Duarte Azevedo
outro blog, simplesmentelis

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

som do mar


"Azul , azul, azul ,
o mar fraqueja
Em orlas brancas pela praia afora
Só esse som, alegre e antigo ,
 rumoreja
No lúcido silêncio desta hora.
O mais _quietude,
 e no horizonte 
ralo
Um nevoeiro, bruma 
ou ilusão
... 
Fernando Pessoa


simplesmentelis, outro blog

terça-feira, 21 de outubro de 2014

arandelas

(...)
"Subiu as escadas ,para perguntar sobre as palavras
derrubadas pelo meu sotaque
afirmei que meu amor é
como um móbile
perdido em arandelas,
...
se perguntasse sobre a
 fertilidade , os pernilongos,
a falta de sorte
responderia que meu amor
é forte,
 chacoalha as árvores
sempre que parte."

Ana Guadalupe
outro blog, simplesmentelis

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

floral


"É isso. É primavera.
estou feliz, em febre.
Outros
polemizam suas dores.
Eu me polemizo 
ou polemizo
_com as flores."

Affonso Romano Sant'Anna


simplesmentelis, outro blog

sábado, 18 de outubro de 2014

a tecer fios de segredo

'Setenta varandas na casa
 e nenhum botão.'
"a noite é curta, eu sei 
e meu olhar alcança 
mais que as estrelas 
teu desejo tem corpo e alma 
ritmados 
deixa na pele o gosto de manhãs 
adormecidas 
de um tempo ancestral 
que imobiliza 
fere e transborda 
temporal 

na pele um segredo "

margoh
simplesmentelis, outro blog

quinta-feira, 16 de outubro de 2014

texturas


"Na cálida textura de um rochedo. Devo gritar.
Digo para mim mesma.

Mas ao teu lado me estendo
Imensa. De púrpura.
De prata.
 De delicadeza. "

Hilda Hilst
simplesmentelis, outro blog

quarta-feira, 15 de outubro de 2014

se me esqueceres ...


"Quero que saiba 
uma coisa.
...
se olho
a lua de cristal,
 o ramo vermelho do lento outono 
à minha janela,
tudo me leva para ti,
como se tudo que existe, 
aromas, luz, metais
fossem pequenos barcos que navegam
até as tuas ilhas que me esperam

Mas , 
se pouco a pouco 
me deixas de amar
deixarei de te amar 
pouco a pouco

Se , de súbito
me esqueceres
não me procures
porque já te terei esquecido."
... 

Pablo Neruda

simplesmentelis, outro blog

terça-feira, 14 de outubro de 2014

mundo sensível

"Devoro planícies como se engolisse bolachas de água e sal,
 e atiro-me às serranias como a broa da infância.
 Empanturro-me de horizontes e de montanhas 
quase me sinto depois uma província de Portugal "

Miguel Torga

segunda-feira, 13 de outubro de 2014

vem comigo

"Anda comigo ver os pássaros que vão pelas tardes
a conquistar o ar. Não trabalham nem fazem eiras
para descansar o outono ou arrefecer as chuvas.
Mas têm um certo saber quase perfeito,
quase nada, quase  silêncio. "

Carlos Lopes Pires
outro blog, simplesmentelis

domingo, 12 de outubro de 2014

aos domingos


"Deixai vir a mim as crianças ,
 e não as impeçais ;
 porque delas é o reino de Deus.
Em verdade vos digo que qualquer um 
que não receber o reino de Deus como criança,
 de maneira nenhuma entrará nele."
Marco.10.14.15