sábado, 2 de julho de 2022

/ Aos sábados



"Eu te vejo sumir por aí
 Te avisei que a cidade era um vão
 Dá tua mão, olha pra mim 
Não faz assim ,não vá lá não
Os letreiros a te colorir 
Embaraçam a minha visão 
Eu te vi suspirar de aflição
 E sair da sessão frouxa de rir 
Já te vejo brincando gostando de ser 
Tua sombra a se multiplicar 
Nos teus olhos também posso ver 
As vitrines te vendo passar 
Na galeria, cada clarão 
É como um dia, depois de outro dia
Abrindo um salão
Passas em exposição
Passas sem ver teu vigia 
Catando a poesia
Que entornas no chão."

( Chico Buarque)

segunda-feira, 27 de junho de 2022

/divagações soltas ...


 Os dias estão tranquilos.       Só não aprendi  navegar , além do  horizonte. 
A  temporada fora do meu  País me fez esquecer do desgoverno  brasileiro,
e  só uma intensa terapia para encarar tudo, de novo.
 Cheguei  trazendo um pouco de frio  para o nosso inverno, qualquer vinte  
graus aqui    e ficamos  felizes de também tirar  os nossos casaquinhos dos
armários.Em tudo a  diferença é brutal. Demoramos um pouco para  perder  
os costumes: o sono desigual  em horas desiguais.E,ainda o sotaque francês
com toda aquela acentuação  :
(probalité , l'été , après , la crème, bière     e aqueles do biquinho patê, , fetê,
afenêtre  e por ai vai... ).       Bom mesmo é o nosso  português, seja carioca,
capixaba  ou nordestino ... Por falar em acentos e palavras ,vivo  escrevendo
errado.                        Precisava de  um Editor para corrigir minha desordem
gramatical.  Gosto de escrever, rabiscar e desenhar Já me aventurei  a pintar 
paisagens...            Vivo rodeada de livros ,cadernos ,lápis ,pincéis . Escrevo
sempre.        Para ninguém._        quando não amasso e jogo no cesto,arrisco
deixar na caixa postal alguns bilhetes ,         porque sei que lidos, serão  logo
     esquecidos . Palavras...  Uma vez ou outra, um  tormento.         Me acham
triste e complicada, mas garanto que não sou.          Sim, de poucos  amigos.
E movida  por paixões.Se não estiver apaixonada pela vida, o dia fica  muito
livre, sem imaginação .E tudo muito igual  no amanhã, no depois de amanhã
e no dia  seguinte. Uma sensação  de ter cem anos O que tenho de romântica
tenho de  desafiadora.  Preciso de respostas e se não as tenho acabo falando,
quando deveria ouvir .      O silêncio nem sempre significa que  encontramos
completa paz interior.  Alguma melancolia  são reflexos das perdas, dos dias 
chuvosos ,dos domingos E gosto muito de ler. Quase sempre,nas madrugadas.
Fotografia é  um ótimo passatempo e Viajar me faz muito bem! estou sempre 
pronta para voar. Estar caseira demais, entedia , mas gosto da casa.
E que bom ter filhos tão queridos  e felizes.  
( já vem chegando  o quinto neto , meu  mais novo e pequenino amor.) 
Criar filhos livres,  fez de mim  uma boa mãe.
  Falar de si mesmo é meio  deprimente. O bom é que poderão  reconhecer 
quando me encontrarem. Se tiverem o prazer (risos) e   já vou
   antecipando na  apresentação. 
Muito prazer, amigos. É mais ou menos assim _ a Lis . 

(Travessia ponte RioxNiteroi , junho/ 2022)

simplesmentelis, outroblog
  

quarta-feira, 22 de junho de 2022

abrindo pedaços do álbum de viagem


Há paisagens que só precisamos mirar bem e 
guardá-la num flash. 
E mesmo de tão longe, ainda posso colocar meu olhar,
 no seu olhar.




___Praga , capital da Chéquia 

Dias intensos de nevascas _ com pouquíssimos  momentos de céu azul.
E muito Jerez com sabor intenso_ um gentleman espanhol. 
É uma cidade belíssima_ ( um Álbum à parte ).
Incontáveis cúpulas  e Monumentos. Ruas estreitas, a  grandiosa Ponte Charles 
sobre o Rio Moldava .  O grande  Castelo de Praga , edificado  numa colina
 de nome difícil , Hradchany .  A famosa catedral de S.Vito e muitas muitas outras igrejas 
em estilo barroco. Um lugar de Sinagogas e do famoso Cemitério Judaico,
 que impressiona.
Berço de grandes escritores , como Franz Kafka  e Rainer Maria Rilker , 
                 para citar os mais conhecidos.                           
Importante mencionar que o nome Checoslováquia existiu até 1992, 
depois das revoluções ( a Primavera de Praga e   Revolução de Veludo),
 a República Ttcheca , passou a se reconhecer como  Tchéquia 
( também escrito Chéquia) 




___  Les Carroz d'Araches 

 Uma aldeia de montanha , também  estância de  esqui  no Alto Sabóía , na vizinha França.
Aqui, o verdadeiro 'graal', para desenvolver o desejo de  surfar ... no gelo ./
Recomenda-se  ir muito bem agasalhada !!


Zürich ( Dietikon e Baden  )  

      O lado alemão na Suiça  , se estava difícil o francês dançamos no alemão.
Chovia em Dietikon e aproveitamos o frio para conversar (em português).
Beber  muito vinho para esquentar a alma e esquecer a tentativa de pronunciar
 as consoantes dos alemães . 

 
  
___  Zürich, no jardim de Inverno e no Museu Langmatt 

A casa construída  no início do século XX foi doada a cidade de Baden com o propósito
de converte-la  em museu com móveis  antigos e valiosa coleção de obras de arte.
E junto à casa, um jardim de inverno , com sistema de buffet o 'Veranda Cafe' ,
um lugar que estimula entrar para um café quentinho ,depois do frio a fotografar flores.
.





____ Annecy, nos Alpes Franceses 
 
Uma cidade surpreendente cheia de canais e 
casas em tons pastel .Um rio chamado Thiou que corta a cidade,
 embelezando-a. 
É conhecida na França como cidade velha ( Vieille Ville) . 
Uma casa fortificada
construída no meio do rio_ o Palais de I'lle.        
  E onde houver  sol, espraia-se
pelos gramados para lanchar e conversar. Muito pitoresca.!


E Genève 
   a minha pousada e janela preferida./






simplesmentelis , outroblog

quarta-feira, 25 de maio de 2022

_ não tão à francesa ...


Não sei amigos, se vou durar muito tempo ,por aqui.
Depois de chegar de uma viagem especial,       volto 
achando tudo que  faço   desinteressante e estranho.
Vou ter que dar um tempo  para cuidar dessa   baixa 
autoestima. Queria ser mais surpreendente,continuo 
na mesmice .Até tentei ir publicando, mas nada está
bom. Em resumo : Não estou bem.   Nada  no corpo.
Pressinto que seja na alma .Não tenho muito mais a 
dizer .   Vou sentir falta das conversas e a   qualquer
tempo,  posso voltar.     Pretendo visitá-los , sempre
que possível. Obrigada, pelos carinhos.
E fiquem com os abraços da Lis. 

* (como trouxe muitas flores, capaz de durar
várias primaveras ,vez ou outra podemos marcar 
encontro no simplesmentelis, )
   



'As palavras não nascem amarradas,
( como fitinhas do Bonfim),
 elas saltam, se beijam, se dissolvem , no céu livre,
por vezes um desenho, 
 são puras ,largas, autênticas, indevassáveis...' 
( Carlos Drummond de Andrade)

segunda-feira, 23 de maio de 2022

- para não se distrair ...


 "Havia a levíssima embriaguez de andarem juntos ,a alegria como quando 
  se sente a garganta seca. Andavam por ruas e ruas , falando e rindo , 
falavam e riam para dar matéria peso à embriaguez que era a alegria deles.
Por causa de carros e pessoas, às vezes eles se tocavam e ao toque
  _a sede é a graça , mas as águas são de uma beleza escura -
  e ao toque brilhava o brilho da água deles, a boca ficando mais seca de admiração.
     Como eles admiravam estarem juntos. Até que tudo se transformou 
em não.  Era a dança dos erros. O cerimonial das
 palavras desacertadas. Ele procurava e não via,ela não via que ele não vira,
 ela  que,estava ali, no entanto. Tudo errou, e havia a grande poeira das ruas,
 e quanto mais erravam , mas com aspereza  queriam,   sem um    sorriso.
Tudo só porque tinham prestado atenção , só porque não estavam bastante
distraídos .Só porque , de súbito, exigentes e duros, quiseram ter o que  já
 tinham. Tudo porque quiseram dar um nome, porque quiseram ser,
 eles que eram. Foram então aprender que, não se estando distraído,
 o telefone não toca e é preciso sair de casa para que a carta chegue.
Quando o telefone finalmente toca, o deserto da espera já cortou os fios.
Tudo, tudo por não estarem mais distraídos."

Clarice Lispector
(excerto)
simplesmentelis, outroblog

sábado, 21 de maio de 2022

_das formas de esquecer


'
De um único modo se pode dizer a alguém: 
'não esqueço você'
A corda do violoncelo fica vibrando sozinha 
sob um arco invisível
e os pecados desaparecem como ratos flagrados.
Meu coração causa pasmo porque bate 
e tem sangue nele e vai parar um dia 
e vira um tambor patético
se falas no meu ouvido:
'não esqueço você.'
Manchas de luz na parede
uma jarra pequena
com três rosas de plástico.
Tudo no mundo é perfeito,
e a morte é do amor."

Adélia Prado
simplesmentelis, outroblog

terça-feira, 17 de maio de 2022

_ dos afogamentos


"Vou correr o risco de me afundar de vez  Já sem poder boiar
Um afogamento por um triz
Sempre assim
Sempre que o amor vaza a maré 
Difícil de nadar.'
...

 Gilberto Gil  

simplesmentelis, outroblog

domingo, 15 de maio de 2022

Bonjour, Rio de Janeiro


 E, assim o bom filho a casa torna  ,,,

terça-feira, 10 de maio de 2022

_ das brasilidades


Não perder a brasilidade e estar fora do seu País é viver duplamente . Lá e Cá.
O sol tropical  está impregnado no corpo e compensa a falta de luz e o ar opaco dos primeiros dias ... Árvores nuas Vento frio e Sol medroso . A primavera inicia seu reinado com flores brotando nos campos na mágica dos ventos.  Sem que se perceba, as árvores iniciam a transmutação de galhos secos numa variedade de verdes. Vestem-se a rigor para a chegada do verão.  As manhãs de céus azuis faz lembrar a minha janela, em parte, porque quando penso que acordei já é meio dia. Em troca, os entardeceres são longos demais e preciso deixar  o sono à revelia do fuso-horário.

E agora  os temperos? tão diferentes e sofisticados que esqueço dos meus bolos de laranja e dos doces de banana caramelizada e me rendo aos queijos e vinhos ,aos légumes à grignoter ,aos pickles de radis roses , aos profiteroles  aux fraises  e por onde ando tento entender o que me falam, com um sotaque tão estranho
 que entranha ... 

Não vou perder a brasilidade.
Só sentir muita falta dos Alpes gelados, da neve que não vai cair na minha janela ,dos lagos verdes-musgo e azuis profundos, dos chocolates suiços ,dos rostos sérios cobertos por cachecóis e mantôs que vestem os homens e os fazem muito elegantes.
E tentar não murmurar quando sentir um sol tórrido_ lembrar dos que são resistentes ao furar a bolha e sair a passear nos parques e jardins, nos pequenos e furtivos raios de sol. 

Vou morrer de saudade de uma rua que abriga uma família muito amada e linda. Pedaços meus.  Estou contente da volta  para casa . Ver o mar , caminhar na areia da praia ,beber água de coco nos quiosques , paparicar a pitty , tomar posse da minha cozinha e dos meus doces de frutas tropicais, ( não existe melhores  frutas que as nossas)

Para retomar a brasilidade de fato e de direito precisava encontrar uma nova bossa-nova, um inverno mais invernoso, um novo Sertão Veredas e especialmente e Urgentemente um novo Governo .

O resto são costumes. E poesia.
Quando possível (nem sempre é possível), um pouco de ficção romantizada.
Só a realidade , nunca basta.

E segundo Manuel Bandeira:  'A vida é um Itamarati'.

( liscosta) maio, 2022 
simplesmentelis, outroblog

domingo, 8 de maio de 2022

jazz na poesia


"Sou uma devastação inteligente
Com malmequeres fabulosos.
A madrugada ou a noite triste 
tocadas em trompete.     Sou
alguma coisa audível, sensível.
Um movimento.
Cadeira congeminando-se na bacia,
feita o sentar-se.
Ou flores bebendo na jarra .
O silêncio  estrutural das flores
E a mesa por baixo
A sonhar."
  
Herberto Helder


outroblog, simplesmentelis

sexta-feira, 6 de maio de 2022

_ dos meus azuis


" O que há de mais oculto
no poema engasgado :

se nele acho
a água
do teu corpo 
das minhas 
mãos 
ainda intacto?

Ou se nele cravo e escavo
entre o silêncio
e o grito 
um jeito de doma-lo ? "

(José Carlos Sant'Anna)

simplesmentelis,outroblog

terça-feira, 3 de maio de 2022

_ dos reencontros


"diz-me que 
não leve o vinho

que os fios de nós
 precisam de outro tear

de agulhas mais fortes
que as teçam em voz 

em dádiva talvez

diz-me
 que leve as palavras
as mais guardadas

aquelas que a pele 
do tempo não suou

as que gelam no
grave segredo  do olhar

e que leve as mãos 
e que elas falem

que voltem a dançar 
na sua mão

ou mais perto 
muito mais perto "

gil t. souza

simplesmentelis.,outroblog

domingo, 1 de maio de 2022

_ saudade da gatinha brasileira /


Dizem que ter um gato é quase uma escolha filosófica.
Eu digo que é a minha poesia cotidiana 
e o silêncio que preciso 
para me me manter calma ,leve e feliz.

( esse é o substituto ,quando estou na Suiça e 
e a neta também adora acarinhar, cliquei bem espontaneamente, como gosto))
simplesmentelis, outro blog

sexta-feira, 29 de abril de 2022

_ das coisas simples


Vou precisar de um dia simples , qualquer dia 
Para caminhar onde o vento coloriu o chão 
de folhas secas,. Porque ainda seria Outono.
Falar do  óbvio :   do sol, dos  dias cinzentos, 
da chuva ou da  neve caindo em flocos. 
Olho nos olhos. Mãos que se tocam.
Na cafeteria , dois cafés, dois cigarros
E na rua, lado a lado como se não houvesse
 amanhã. Ver a  saída do sol na areia da praia
Cenário calculado, para sussurrar palavras 
ainda não ditas, Ou repeti-las mil vezes.
Silêncio , só na despedida  que aconteceria
 tão logo o dia terminasse.
Não conheço esse lugar , nem com quem 
estaria . Simplesmente queria.

(liscosta)
Inspirado no poema 'hoje é dia de coisa simples'
do poeta Al Berto

outro blog, simplesmentelis

quinta-feira, 31 de março de 2022

_ das cartas de amor do poeta



"Eu quero levar na minha noite a benção de tuas mãos
 nas minhas mãos e nos meus cabelos.
Não desejo falar a ninguém para não desperdiçar
o eco das tuas palavras que tremula sobre as minhas 
e as faz soar mais ternas; e, depois do sol-posto,
não quero ver nenhuma lâmpada  para poder iluminar 
o fogo dos teus olhos com mil fogueiras secretas...

Rainer Maria Rilke 
( indo para Praga ,Chéquia,,País do poeta Rilke )
0utroblog, simplesmentelis

quarta-feira, 30 de março de 2022

_ pequenos prazeres II


Da vida que levamos
Temos viagens encontros cafeterias
Manhãs luminosas 
Mormaço às tardinhas
Nas noites que quero _os rituais
Silêncio
Acalmando distâncias
Vinhos ./

(liscosta)

simplesmentelis ,outroblog

sábado, 26 de março de 2022

_ pequenos prazeres


A primavera .  O outono    A realeza do sol  
O Bonjour no café da manhã 
As Madeleines  francesas Os ovos mexidos
A manteiga derretendo o  alho na frigideira
 O País do seu chão e  País do Coração
Árvores nuas . Flores silvestres.
A cor vermelha O azul-turquesa E  Amarela. 
Paleta de cores Os pincéis Folhas brancas
 O lápis 
A orla da Praia O vento no cabelo A brancura da neve
O ar da montanha Terra molhada e Sombra na calçada
Chuva na janela Bilhetes Postais O silêncio
 Os ruídos Os excessos
A bolsa  e Moeda Estrangeira  O álbum da Família
Os aconchegos. Meninas e Risadas Chocolates suiços 
Um retrato  Inacessível Os poemas preferidos e 
Dedicados O lado da cama Os livros de cabeceira
A saudade do amigo. Insubstituível  Amor
O choro contido e a saudade Boa.  Projeto de paixão
O meio sorriso  Deus e o Horizonte 
Sua respiração  E a minha    
Um dia qualquer.

(liscosta)

simplesmentelis, outroblog

terça-feira, 22 de março de 2022

_ sobre Olhares


Ela gosta de andar sozinha, longe dos espaços dos olhares.
Depois das montanhas geladas, caminhava a procura de
uma paisagem mais quente ,
talvez entre pessoas e carros_ o calor humano.
 Percebeu muitos olhares. 
Não estava bonita, nem atraente
Só deslocada daquele mundo frio. O que provocaria olhares ?
Falta do mantô preto, das botas longas  
 dos cachecóis escuros  Ou talvez o andar lento,
 aquela descontração  solar que os suiços desconhecem.
Ou quem sabe um brilho nos olhos atraída pelas diferenças.
Olhares .Faltava o diálogo dos olhares.
curiosidade ou aprovação?
Eram só olhares indecifráveis, desnudando-a
(no bom sentido)
 como quem nunca vira uma turista.     

Amanhã, ela volto aos bosques e lagos
É mesmo a sua  praia...
:))

( liscosta, em genève)

simplesmentelis outroblog

sábado, 19 de março de 2022

_ compondo um rosto


Como haveria de começar o dia ?
Em silêncio  em jejum 
 aqui e mais além
Dentro da paisagem nevoenta
... 
Tardes frias de inverno
Sem prelúdios
Seis horas e nenhuma certeza
'só não posso repetir ,o que esquecestes' 
... 
Ainda haverá um tempo
para indecisões 
Quem sabe, florações
E  instantes de esplendor
dos romances  
       Dos cappuccinos e das torradas.

Inspirado nas leituras de T.S.Eliot
:))

( liscosta, na França _ Encostas Les Carroz , 2022)  

(simplesmentelis, outroblog)

sexta-feira, 18 de março de 2022

_ sobre grandiosidade






Tentando equilibrar as emoções ,diante de tanta beleza_ os momentos 
com a família do lado de cá, tem sido só prazeres, e meu índice 
de felicidade está altíssimo , exatamente como as duas  temperaturas :
 a tórrida lá da minha terra e a gelada aqui numa aldeia de montanhas 
do Houte-Savoie  (Les Carroz), na França.. .
As fotos ( não era um dia de céu azul),o sol quando aparecia 
 também era frio. E, bem isso aí, tudo branco.
 Deixando uma pequena amostra da estância do Flaine, onde praticam esqui
 na neve ( snowboards), e onde me aventurei subir , sem medo.
Ou não ( risos)
 Paisagem grandiosa, subida Fantástica e só encantamento.
( inverno, 2022,França)  

simplesmentelis, outro blog 

domingo, 13 de março de 2022

_ dos meus rabiscos


 Amo quando o poema, vem a mim 
  Surpreende  e  vai embora 
Me reinvento, se por acaso retorna  
 Quando em mim demora , quase me devora 
 Nunca faz morada e não combina  hora./

liscosta
(2022 / março em genebra) 

simplesmentelis ,outroblog
 

sábado, 12 de março de 2022

_ assim distraídos


"As vezes, por seres tão incrível,
nosso amor não vira sexo
Impossível 
Viras santa, eu viro monge
Um querendo o outro  
de longe."

Ulisses Tavares

simplesmentelis, outroblog

sexta-feira, 11 de março de 2022

_um desapego

( na casa_local preferido de todo dia)
 "Vire a página, não se perca nos velhos diários. 
Entregue as chaves,  elas já não te
pertencem. Ceda seu lugar, seu bilhete
 foi vendido,. Vá embora,  você sabe que é a hora.

Kelly Shimohiro


quinta-feira, 10 de março de 2022

... das nossas quimeras


'Tão empoeiradas  estão as minhas quimeras, empilhadas
 na minha prateleira : não há espanador que dê jeito .
Cá estou pronta : vou enviá-las para o desmanche. 
'Vai que serve' , uma ou outra delas ,como matéria -prima, 
para algum sonhador iniciante. '

 Zelia Guardiano


(simlesmentelis, outroblog)

terça-feira, 8 de março de 2022

respiração Inspiração


De acordo com as pesquisas feitas por uma empresa de Tecnologia , a cada minuto 
ocorrem 1.736.111  curtidas no Instagram, 4.166.66 7 likes  no Facebook 77.160 horas de vídeo no Netflix,  347.222 tweets no Twitter . 

E o mundo segue em coma .

E nos nossos 'jardins' quantas horas gastamos neles?


simplesmentelis, outroblog