quarta-feira, 20 de outubro de 2021

_ Correio do Tempo


"No correio do tempo se acumulam
a paixão desolada o gozo trêmulo
e lá fica esperando seu destino
a paz involuntária da infância. 
Há um enigma no correio do tempo
uma aldrava de queixas e candores
um dossiê de angústia promissória
 com todos os valores declarados

No correio do tempo
 há alegrias que ninguém vai exigir,
que ninguém nunca
 retirará e acabarão murchas
 suspirando o sabor da intempérie
no entanto do correio do tempo
  sairão logo cartas voadoras
 dispostas a fincar-se em algum sonho 
onde aguardam os sustos do acaso."

Mário Benedetti

outro blog, simplesmentelis

12 comentários:


  1. Poema sublime que me fascinou o ego ler
    Saudações cordiais.
    .
    Pensamentos e Devaneios Poéticos
    .

    ResponderExcluir
  2. Olá, minha linda!

    Eu sei que o tempo também tem correio, e quantas vezes desejamos que ele chegue ou que não chegue nunca.
    Gostei do poema, embora o conteúdo seja um pouco erudito.

    Beijos e tudo de bom.

    ResponderExcluir
  3. Recebo
    todo o correio
    que me traga o tempo
    mesmo que seja pesada
    a multa
    por não trazer selo nem franquia
    pago com alegria
    recebo sempre
    nunca devolvo ao remetente

    ResponderExcluir
  4. Foto e poema, encantadores de ver e ler.
    .
    Saudações cordiais.
    .
    Pensamentos e Devaneios Poéticos
    .

    ResponderExcluir
  5. Poema e foto muito lindos! beijos, tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  6. Ah, que lindo poema, Lis! Tão verdadeiro e tão possível: "No correio do tempo há alegrias que ninguém vai exigir, que ninguém nunca retirará e acabarão murchas". Isso é muito triste.
    -
    Blog da Marli
    -
    Bjs, Marli

    ResponderExcluir
  7. Gostei do poema!

    Creio que a minha Musa é uma espécie de carteiro do Correio do tempo :)

    Bjs

    ResponderExcluir
  8. Belo casamento da sua foto com o poema muito bem escolhido lindo dia para todos

    ResponderExcluir
  9. Ah o correio do tempo... senhor dos tantos destinos, de todos os tipos... adorei a foto!
    Beijinhos
    Valéria

    ResponderExcluir
  10. Bom lhe ver lendo Benedetti, é ótimo mesmo.
    Que cada tempo seja o tempo de repensar e viver.
    Linda foto destas delicadezas que vemos pelos campos Lis.
    Bjo

    ResponderExcluir
  11. Maravilhoso poema cujo autor desconhecia! Belíssima a imagem, que tão bem complementou o poema!
    Beijinhos!
    Ana

    ResponderExcluir